Blood Sugar Sex Magik

Capa do disco

Blood Sugar Sex Magik

Como me dediquei a escrever sobre cultura pop, venho falar sobre um álbum de uma banda que considero uma das melhores do mundo e a melhor no estilo que ela criou e que a consagrou. O que se esperar de uma banda que o guitarrista foi morto por overdose de heroína, o seu vocalista se enveredava pelo mesmo caminho, e que sofrera uma troca de baterista. Tendência ao fracasso absoluto ou a um disco conceitual por excelência, a segunda resposta tem mais a ver, em 1989 o Red Hot Chili Peppers lançaram um álbum muito bom, chamado Mothers Milk, que contava com a presença do prodígio John Frusciante, até então com dezoito anos no anos da concepção do disco no lugar do guitarrista Hillel Slovak, citado anteriormente e com o baterista Chad Smith, uma locomotiva no lugar de Jack Irons, que abandonou a banda. Com o disco eles conseguiram um modesto sucesso, mas ainda não tinham criado o som que definiria o grupo.

Pois bem em 1991, os quatro integrantes se reúnem numa mansão que pertenceu a Rudolph Valentino, em Laurel Canyon. Durante oito semanas, os músicos tocaram frente a frente, no mesmo quarto, usando menos tecnologia possível para soltarem um dos melhores e maiores discos da década de 90, Blood Sugar Sex Magik,  lançado em setembro deste ano. Seu som, uma mistura de Funky a La George Clinton, Punk antigo, Jimmy Hendrix, Bob Marley, os Simpsons, extrema sexualidade, e uma pitada de drogas, nessa fusão, um álbum destruidor, altamente conceitual onde as musicas tem uma ligação umas com as outras, e pra ser ouvido ou escutado por completo, todas as músicas muito suingadas e pesadas no conceito da palavra, com letras muitas vezes esquisitas mas que a sonoridade chamava para si própria a responsabilidade.

Os pontos altos do disco Give it Away, que virou um hino dos Peppers, que evocava Bob Marley como poeta e profeta, Under the Bridge que até hoje não se sabe se a musica é uma apologia a heroína ou não.

Não se pode esquecer os únicos integrantes originais da banda, Flea com seu baixo altamente funkeado nos brinda com uma verdadeira aula de como tocar o instrumento, sendo eleito no mesmo ano como o melhor baixista do mundo, e Anthony canta como se fosse à última vez que iria cantar na vida, mas nada disso seria possível sem a presença dos integrantes citados acima, Frusciante demonstra total habilidade na guitarra, tocando como se incorporasse Hillel Slovak e Chad Smith cavalga sobre a bateria como uma manada de elefantes em correria nas selvas africanas.

Enfim um disco que alcançou nota máxima em minha lista, um dos melhores escutados até hoje e a cada vez que escuto sinto o mesmo frescor como a primeira vez que o escutei, não envelheceu com o tempo, não parece datado. Os Peppers podem fazer milhares de discos, mas ter a mesma qualidade técnica do Blood Suggar, acho quase impossível.

Anúncios

~ por Zach em fevereiro 14, 2009.

3 Respostas to “Blood Sugar Sex Magik”

  1. Isaac,

    Primeiro, gostaria de te parabenizar por esse blog que é muito bom! Em segundo, te parabenizar por esse post! Afinal, você sabe que o RHCP é minha banda favorita, e, assim coo vocÊ, eu concordo que o disco Blood Sugar sex magic é o melhor deles.
    beijão

  2. Adorei a metáfora que você usou para o Chad: “cavalga sobre a bateria como uma manada de elefantes em correria nas selvas africanas.” Finalmente estou lendo seu blog, rapaz, abração, e parabéns por ele desde já!

  3. Esse foi o álbum do RHCP que estorou e “abriu os oucidos” do mundo para o som da banda: alta rotação de Give it away e Under the bridge na MTV levaram a banda a estourar e vender milhões de cópias. Foi o álbum em que a banda finalmente chegou ao ponto certo do seu som, na mistura de funk+rock. Essencial. Bela resenha e boa lembrança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: